Eletrobras

Área de Atuação

| ​Portal da Eletrobras > Áreas de Atuação​ > ​Geração de Energia

​Geração de Energia


Somos a maior empresa brasileira de geração de energia elétrica. Produzimos 185 milhões de MWh em 2019, o suficiente para atender a mais de 1/3 do consumo anual de eletricidade no país.

Nossa capacidade instalada atingiu 51.143 MW em 2019, o que representa 30% do total instalado no Brasil. Do total da nossa capacidade instalada, cerca de 96% vêm de fontes limpas, com baixa emissão de gases de efeito estufa.

Entre as nossas 48 usinas hidrelétricas, 12 termelétricas a gás natural, óleo e carvão, duas termonucleares, 62 usinas eólicas e uma usina solar, próprias ou em parcerias, distribuídas por todo território nacional, estão alguns dos maiores empreendimentos no Brasil e no mundo, além de projetos estruturantes e pioneiros no país.

Geração líquida por fonte (GWh) - 2019CorporativoParcerias (SPEs)TOTAL
Solar1,20-1,20
Gás natural6.585,34-6.585,34
Eólica671,202.730,273.401,46
Urânio16.126,85-16.126,85
Hídrica120.866,1635.872,49156.738,65
Carvão1.668,31-1.668,31
Óleo502,82-502,82
TOTAL146.421,8838.602,75185.024,64


Os dados apresentados consideram empreendimentos corporativos, de SPEs, de propriedade compartilhada  e Itaipu Binacional.

A parte brasileira de Itaipu, Tucuruí, Complexo Paulo Afonso, Xingó, Angra 1 e Angra 2, Serra da Mesa, Furnas, Itumbiara, Teles Pires, Belo Monte, Jirau, Sinop, Simplício-Anta, Santo Antônio, Complexos Eólicos Pindaí I, II, III, Casa Nova II, III e a usina Megawatt Solar são alguns dos nossos empreendimentos.

Buscamos atuar em novos negócios de geração de energia, como os estudos de engenharia e ambientais para o aproveitamento hidrelétrico do trecho internacional do rio Uruguai, desenvolvidos em parceria com a empresa estatal argentina Emprendimientos Energéticos Binacionales S.A. (Ebisa), e dos aproveitamentos hidrelétricos São Luiz do Tapajós e Jatobá, no rio Tapajós.

Também serão realizados os estudos de inventário do potencial hidrelétrico no trecho da bacia do rio Madeira e seus principais afluentes localizados em território boliviano e brasileiro, em parceria com a Empresa Nacional de Eletricidade da Bolívia (Ende) e com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).



 

VEJA TAMBÉM

​