Eletrobras

Meio Ambiente

| ​Portal da Eletrobras > Meio Ambiente​ > ​​​Ações e Projetos Ambientais

​Ações e Projetos Ambientais

Veja abaixo algumas de nossas ações e projetos ambientais:

Apoio a Áreas​​ Protegidas

Áreas Protegidas.jpg 

O apoio às unidades de conservação tem se mostrado uma medida eficaz para contribuir com a proteção da biodiversidade. As empresas Eletrobras apoiam áreas protegidas como unidades de conservação, terras indígenas e sítios arqueológicos, localizados nos principais biomas brasileiros (Cerrado, Mata Atlântica, Amazônia, Caatinga e Pampa). Destacamos ainda as áreas protegidas de propriedade das empresas Eletrobras, criadas com o intuito de contribuir para a conservação da biodiversidade regional, a pesquisa científica e a educação ambiental.


Podemos citar como exemplo as Zonas de Preservação de Vida Silvestre que compõem o Mosaico de Unidades de Conservação do Lago de Tucuruí, geridas pela Eletrobras Eletronorte, o Corredor da Biodiversidade Santa Maria, o Refúgio Biológico Maracaju e o Refúgio Biológico Santa Helena, geridos pela Itaipu Binacional e a Trilha Porã, o Parque Restinga de Mambucaba e o Bosque CECREMEF, geridos pela Eletronuclear.

Projeto Soltura de Quelônios do Uatumã 

Projeto Soltura de Quelônios do Uatumã  

Desde 1998 a Eletrobras Amazonas Energia Geração e Transmissão desenvolve o projeto “Soltura de Quelônios do Uatumã” com o objetivo de devolver à natureza filhotes de quelônios contribuindo para a conservação e proteção das espécies. Em 20 anos de existência o projeto foi responsável por devolver à natureza aproximadamente 200 mil filhotes de tartaruga. O trabalho é desenvolvido com a participação da população de 30 comunidades ribeirinhas nos municípios de São Sebastião do Uatumã, Urucará, Itapiranga e Silves.

Para mais informações, clique aqui

Programa de Reprodução da Harpia (Harpia harpyja

Programa de Reprodução da Harpia  

A Itaipu Binacional desenvolve desde 2005 o Programa de Reprodução da Harpia (Harpia harpyja), um dos maiores gaviões do mundo e que se encontra ameaçado de extinção. Até hoje o programa foi responsável pelo nascimento de 31 filhotes de Harpias, sendo considerado um dos maiores programas de reprodução da espécie no mundo. Em 2017 conseguiu um feito inédito: o nascimento da segunda geração criada em cativeiro, caso raro no mundo todo, com registros apenas em zoológicos dos Estados Unidos e do Panamá.

Para mais informações sobre o prog​rama​, clique aqui

Trilha Porã

Trilha Porã  

As trilhas ecológicas na área de propriedade da Eletrobras Eletronuclear buscam aproximar homem e natureza e promover uma conscientização sobre a importância do respeito ao meio ambiente. Inaugurada em 2005, a trilha Porã recebeu um nome de origem indígena que significa “aquilo que tem beleza”. A trilha recebe todos os anos a visita de milhares de estudantes e é uma importante ferramenta de educação ambiental, recreação e pesquisa.​

Para mais informações, clique aqui

Projeto de Repovoamento Marinho da Baía da Ilha Grande (Pomar) 

Projeto de Repovoamento Marinho da Baía da Ilha Grande - Pomar     

O projeto foi iniciado em 1994 pela Eletrobras Eletronuclear com o intuito de preservar as vieiras, espécie de molusco nativo da costa brasileira ameaçada de extinção devido à pesca de arrastão. O projeto desempenha importante papel na formação de maricultores locais fomentando a geração de emprego e renda em conjugação com o incentivo ao uso racional e sustentável dos recursos. Hoje, o Pomar é referência nacional na produção de vieiras e o único projeto no Brasil que produz esse molusco em escala industrial.​

Saiba mais sobre o projeto

Cultivando Ideias, a Sustentabilidade Gota a Gota​ 

Cultivando Ideias  

Por meio do Programa de Educação Ambiental da linha de transmissão Norte Sul I, Furnas implantou tecnologias de baixo custo para captação de água da chuva, irrigação por gotejamento e plantio de hortas comunitárias em cinco assentamentos rurais nos estados de Tocantins e Goiás, permitindo que os trabalhadores rurais contem com uma nova fonte de renda para suas famílias. O projeto Cultivando Ideias, a Sustentabilidade Gota a Gota atendeu 167 assentados, 48 educadores e 275 est​udantes, e contou com a parceria de 11 instituições. No total, foram investidos R$ 400 mil em materiais educativos e equipe técnica especializada para execução das ações.​

Para mais informações sobre o projeto, clique aqui

​Programa Cultivando Água Boa​ 

Cultivando Água Boa 

Iniciado em 2003, o programa, desenvolvido pela Itaipu em parceria com os 29 municípios da Bacia Hidrográfica do Paraná 3, contempla diversas ações socioambientais relacionadas com a conservação dos recursos naturais e da biodiversidade e com a promoção da qualidade de vida nas comunidades locais. O programa obteve o reconhecimento da ONU como a melhor prática de gestão de recursos hídricos do mundo. A iniciativa conquistou o 1º lugar na categoria “Melhores Práticas em Gestão da Água” na 5ª edição do Prêmio Água para a Vida, em 2015.  Em dezembro de 2017, a Itaipu ampliou sua atuação para 54 municípios (53 no Oeste do Paraná e um no Mato Grosso do Sul).​ 

Saiba mais sobre o programa

Programas com Comunidades Indígenas 

Programa Waimiri Atroari 

A Eletrobras Eletronorte desenvolve, em parceria com a Funai, os programas Waimiri Atroari, no Amazonas, e Parakanã, no Pará, além de ações de proteção ambiental na terra indígena São Marcos, em Roraima. Os programas Waimiri Atroari e Parakanã surgiram da necessidade de minimizar e compensar os impactos provocados pelas obras das usinas hidrelétricas Balbina e Tucuruí, respectivamente, na vida dessas comunidades. Esses programas têm como princípio básico o resgate cultural e a melhoria das condições de vida desses povos indígenas por meio de ações nas áreas de saúde, segurança alimentar, educação e infraestrutura. Por ano são investidos aproximadamente R$ 13 milhões nos dois programas.

Saiba mais sobre esses programas​

Programa de Ação Socioambiental (PAS)

Programa de Ação Socioambiental - PAS 

Criado em 2008, é um processo de gestão ambiental compartilhada idealizado pela Eletrobras Chesf e criado junto com as comunidades dos municípios que participam do Complexo Hidrelétrico Paulo Afonso. Visa criar um processo de gestão ambiental nos espaços construídos a partir da introdução dos empreendimentos hidrelétricos, capaz de minimizar e compensar os impactos negativos e otimizar os positivos. A partir de 2016, o programa passou a ser desenvolvido também com as comunidades do entorno da usina hidrelétrica Xingó.​

Para mais informações, clique aqui


 

VEJA TAMBÉM

​​​​​​​​​